O Acervo Digital Bar Ocidente é um projeto pioneiro no gerenciamento de acervos. Originou-se de um acervo pessoal, construído e preservado pelo arquiteto e diretor de arte Fiapo Barth – que, nos anos 80, fundou o bar.

Quando o Bar completou 17 anos, Fiapo realizou uma exposição comemorativa com jornais, revistas, fotografias e cartazes. A partir de então, ao perceber a importância disso, começou a guardar tudo o que dizia respeito à memória do local.

Em 2011, a Alecrim Produções Culturais desenvolveu o projeto do acervo digital, em parceria com a Mobe Design e com financiamento do Fundo Municipal de Apoio à Produção Artística e Cultural de Porto Alegre - FUMPROARTE. Entre 2011 e 2012, o material foi inventariado, digitalizado, revisado, catalogado e arquivado pela equipe de museologia. A equipe de criação e webdesign desenvolveu essa plataforma virtual.

Hoje, o acervo é constituído por fotografias, matérias de jornais, fanzines e revistas, documentos, materiais gráficos como flyers, cartazes, ingressos e pulseiras de festas, cardápios do bar, entrevistas e audiovisuais. E a equipe continua trabalhando com o objetivo de promover melhorias na plataforma e no conteúdo disponível.


A vida cultural de Porto Alegre é marcada pela trajetória do Bar Ocidente.

Desde a sua inauguração, em 1980, o Ocidente acompanhou as transformações no comportamento dos jovens de várias gerações e foi palco de diversos movimentos culturais importantes, muitas festas e cenário de acontecimentos marcantes na vida dos seus frequentadores.

Com o tempo, o Ocidente sofreu transformações, ganhou espaço físico e um público cada vez mais jovem e eclético lota a casa em suas festas, encontros, almoços e eventos literários, teatrais e musicais.

O Ocidente é dinâmico como seu público e tem uma natureza mutante, plural e diversa. É por esse motivo que o Bar continua sendo um referencial. São os retratos particulares e as lembranças das pessoas que o frequentam que dão significados históricos a esse lugar.

São histórias da cultura de uma cidade que continuam vivas. Vivas como o Ocidente e sua memória.


A história do acervo




































O Ocidente